Nossos Programas

Inovações na Recuperação Judicial: Mediação e Governança Corporativa

Fórum

  • 11 de Abril de 2019
  • das 08h30 às 12h30
  • Evento Aberto

A Recuperação Judicial é o instrumento legal para a superação da crise econômico-financeira da empresa. Acompanhamos, por meio do noticiário e de outros meios de comunicação, que tradicionais empresas que atuam nas mais diversas atividades do mercado mobilizam o instituto como resposta para sua crise econômico-financeira. Em boa parte dos casos mais recentes observa-se questões decorrentes de falhas na governança corporativa da organização.

Esse evento foi idealizado pelo Grupo de Pesquisa Governança Corporativa no Direito Comparado e para tanto contará com a presença de grandes especialistas na matéria, dentre Magistrados, Administradores Judiciais, Advogados e Mediadores a fim de suscitar debate sobre a possibilidade de utilização da Mediação de Conflitos e da Governança Corporativa na recuperação. Entende-se que a mobilização de mecanismos de boa governança corporativa e a presença de um terceiro, sem conflito de interesse com as partes, aumentam a qualidade das negociações e restabelecem o clima de confiança nas relações negociais entre a devedora, seus credores e demais partes interessadas.

 

Público-Alvo

Este Fórum é destinado a Advogados, Administradores Judiciais, Magistrados, Mediadores, Empresários e todos aqueles que tem interesse pelo tema.

 

Programação

08:30  Welcome coffee
09:00  Abertura: Dr. Manoel de Queiroz Pereira Calças
Tema: Como alcançar eficiência e celeridade na Recuperação Judicial?
Debatedoras: Adriana Pugliesi, Renata Mota Maciel, Luiz Fernando Valente de Paiva.
10:10  1º Painel: Dr. Paulo Furtado de Oliveira Filho
Tema: Mediação nos procedimentos de recuperação judicial.
Debatedores: Gabriel de Orleans e Bragança, Alessandra Fachada Bonilha, e Joice Ruiz.
11:20  2º Painel: Dr. Alexandre Lazzarini
Tema: Aspectos de convergência entre Governança Corporativa e Recuperação Judicial.
Debatedores: Francisco Satiro de Souza Junior, Ronaldo Vasconcelos e Guilherme Camará Moreira Marcondes Machado.
12:30  Encerramento

 

 

Coordenação

Adriana Pugliesi

Mestre e Doutora em Direito Comercial pela USP. Advogada em São Paulo. Professora do CEU Law School.

Alessandra Fachada Bonilha

Advogada, Mediadora Privada e Judicial, Consultora em Governança Familiar e Corporativa.

Participantes

Dr. Manoel de Queiroz Pereira Calças

Desembargador Presidente do TJSP, Professor na Universidade de São Paulo.

Renata Mota Maciel

Juíza de Direito do Tribunal de Justiça de São Paulo, designada para a 3ª Vara de Falências da Capital.

Luiz Fernando Valente de Paiva

Advogado, sócio de Pinheiro Neto Advogados, Presidente do Conselho do TMA.

Dr. Paulo Furtado de Oliveira Filho

Juiz de Direito da Egrégia 2ª Vara da Falência e Recuperação Judicial de SP.

Gabriel de Orleans e Bragança

Advogado, sócio de Lobo de Rizzo Advogados, pós graduado em direito empresarial pela FGV, com experiência em contencioso, arbitragem e mediação, em especial em causas de relevância no mercado financeiro, autor de diversas publicações, com destaque em processos de Recuperação Judicial, Extrajudicial e Falência.

Joice Ruiz

Atua como administradora judicial em processos de recuperação judicial e falência. É membro e conselheira do TMA Brasil – Turnaround Management Association do Brasil.

Dr. Alexandre Lazzarini

Desembargador da 1ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Francisco Satiro de Souza Junior

Advogado, professor doutor da Universidade de São Paulo, experiência na área de recuperação de empresas e falência.

Ronaldo Vasconcelos

Advogado, sócio de Lucon Advogados, atua como administrador judicial, professor da Faculdade de Direito da Universidade Mackenzie, Presidente da Comissão Permanente de estudos de Direito Falimentar e Recuperacional do IASP.

Guilherme Camará Moreira Marcondes Machado

Advogado e Administrador Judicial, atua há 15 anos em processo de falência e recuperação judicial, com diversas especializações realizadas através do TMA, IBAJUD, membro da Comissão Permanente de Direito Falimentar e Recuperacional do IASP.